Quanto custa um intercâmbio para estudar inglês no exterior durante um mês?

58 Compart.
Siga-nos:
Facebook
Facebook
Instagram

Qual o lugar mais barato para fazer intercâmbio? Quanto custa um intercâmbio de um mês?

Hoje em dia ter um bom inglês é requisito imprescindível para a maioria dos profissionais e futuros profissionais. Certamente muitos de vocês já pensaram em aproveitar o período de férias do trabalho ou da escola para passar um mês no exterior estudando inglês ou proporcionando essa oportunidade para seus filhos. 

É fácil obter uma cotação em qualquer agência de intercâmbio a respeito dos destinos que falam inglês, no entanto, vou aqui demonstrar uma estimativa de custos de todas as despesas envolvidas além do curso e acomodação. Vamos pensar em tudo: visto, seguro saúde, chip de celular, dinheiro para despesas extras e etc. Dessa maneira você mesmo pode descobrir quanto custa um intercâmbio de um mês ao redor do mundo. Qual lugar é mais barato para fazer intercâmbio considerando o conjunto de todas as despesas?

QUAIS OS DESTINOS EM QUE SE PODE FAZER UM INTERCÂMBIO PARA ESTUDAR INGLÊS?

Esses são os países principais ao redor do mundo em que se fala inglês e, principalmente, possuem uma estrutura boa de escolas de inglês para estrangeiros. Ou como se diz no mercado: escolas que ensinam inglês como segunda língua. “English as Second Language”, ou simplesmente ESL. Em todos eles é possível fazer um intercâmbio de um mês.

África do Sul
Austrália
Canadá
Estados Unidos
Inglaterra
Irlanda
Malta
Nova Zelândia

QUANTO CUSTA UM INTERCÂMBIO DE UM MÊS? QUAIS SÃO AS DESPESAS ENVOLVIDAS?

  1. Curso e Acomodação
  2. Despesas de Visto (se for o caso)
  3. Passagem Aérea
  4. Seguro Saúde
  5. Despesas Extras para passeios
  6. Despesas Extras para refeições
  7. Transporte Público no Destino
  8. Transfer na Chegada ao Aeroporto
  9. Despesas de Internet/Celular

COMPARATIVO DE PREÇOS DE UM MÊS DE INTERCÂMBIO EM DIVERSOS PAÍSES QUE FALAM INGLÊS

Para ajudar vocês a calcular quanto custa um intercâmbio de um mês, preparei uma cotação com as escolas LSI e EC English em cidades diferentes ao redor do mundo abrangendo todas as despesas envolvidas. Coloquei lado a lado para que fique mais fácil comparar todos os destinos. Escolhi essas escolas porque conheço e recomendo. Existem outras diversas escolas boas no mercado, porém procurei colocar exemplo de escolas de boa qualidade e reputação, e que ao mesmo tempo possuem preços competitivos em relação a escolas do mesmo nível. 

Abaixo você encontra duas tabelas resumindo essas despesas.

A primeira aborda as despesas de curso, acomodação e visto nos mais diversos destinos.

A segunda contempla todas as demais despesas comuns a todos os países que resultam no valor final de quanto custa um intercâmbio como um todo. É um valor estimado para todos os países, pois as variações não são muito altas (em ordem de grandeza). 

De qualquer forma, podemos dizer que em termos de custo de vida, em ordem decrescente de maior custo de vida para menor custo de vida se dá da seguinte maneira: Inglaterra, Irlanda, Nova Zelândia, Austrália, Canadá, Estados Unidos, Malta e África do Sul

Custo de 1 mês de intercâmbio
Custo de 1 mês de intercâmbio

DEMAIS DESPESAS ESTIMADAS E COMUNS A TODOS OS PAÍSES

Compilei na tabela abaixo uma série de despesas a serem considerados no seu planejamento de viagem para calcular quanto custa um intercâmbio de um mês. Logo abaixo da tabela confira também uma explicação de cada item considerado. 

Item Valor em US$ Valor em R$
Passagem Aérea US$ 1000,00 R$ 3550,00
Seguro Saúde US$ 100,00 R$ 355,00
Despesas passeios US$ 300,00 R$ 1065,00
Despesas refeições   US$ 300,00 R$ 1065,00
Transporte Público US$ 100,00 R$ 355,00
Transfer Chegada US$ 100,00 R$ 355,00
Chip de Celular US$ 40,00 R$ 142,00
     
TOTAL DE DESPESAS ADICIONAIS EM R$ R$ 6888,00

a) DESPESAS DE CURSO E ACOMODAÇÃO PARA UM INTERCÂMBIO DE UM MÊS

Todos os cursos da tabela acima tem a duração de 4 semanas e a acomodação considerada foi  casa de família, quarto individual, incluindo café da manhã e jantar diariamente na hospedagem. É válido para adultos de qualquer idade acima de 16 anos. Os cursos são ministrados todos os dias de segunda a sexta, por meio período.

Esses valores podem mudar no decorrer do ano de 2018 e os preços expostos são da referência de câmbio de 10/abril/2018 do site www.cambionet.com. Você pode sempre ter os preços atuais se pegar o preço da tabela no valor da moeda original e multiplicar para o câmbio do dia que estiver lendo esse artigo. Mesmo se houver variação de preços na moeda original no decorrer do ano, acredite, não será muito grande. Aproveite! Dá para ter aquela ideia inicial e já irá te ajudar bastante no seu planejamento de quanto custa um intercâmbio para um mês de permanência.

b) DESPESAS DE VISTOS 

Como detalhado na tabela acima alguns países não necessitam de visto. Isso é um ponto importante a ser considerado. Além da economia nos custos, há menos burocracia envolvida na viagem. De qualquer forma os custos completos de quanto custa um intercâmbio de um mês estão ali expostos para sua avaliação.

Caso o destino do viajante seja Canadá e este já possua visto americano, não será necessário solicitar o visto canadense. Veja nossa postagem sobre a possibilidade de viajar para o Canadá com visto americano aqui

Observe que a opção de África do Sul foi colocada na mesma coluna de Malta, pois os valores envolvidos são semelhantes em ambos os países. 

 c) PASSAGEM AÉREA – ESTIMATIVA DE PREÇOS

Os preços de passagem aérea merecem um capítulo à parte e, mesmo assim, seria impossível explicar, pois não conheço nenhum serviço com preço mais dinâmico que uma passagem aérea. Para efeito de estimativa considerei uma passagem de valor baixo, em baixa temporada, incluindo as taxas de embarque. Digamos que 1000 US$ por passagem seria um valor baixo, bem competitivo.

Os preços das passagens interferem e muito em quanto custa um intercâmbio para um mês. Evite viajar em dezembro, janeiro, julho e agosto. Esses são os períodos com valores mais altos, sendo que a primeira semana de janeiro é a época mais cara do ano.

A lógica de preços de passagens não é proporcional à distância percorrida pelo avião. Significa que Austrália mesmo sendo mais longe que Canadá pode ter uma passagem aérea mais barata. A lógica de preços de passagem aérea é baseada em oferta e demanda. Quanto mais oferta de passagens disponíveis menor o preço.

Por esse raciocínio, passagens para a Europa e Estados Unidos são mais baratas que os demais destinos, pois há uma grande oferta de companhias aéreas oferecendo esse destino. 

Um erro comum que as pessoas cometem quando não pensam na lógica de oferta e demanda é acreditar que sempre que se compra uma passagem com muita antecedência, vai se pagar mais barato. Não é verdade. A temporada importa mais que a antecedência de compra de uma passagem aérea. Às vezes, quando se está muito longe da data de viagem, os preços ainda estão muito altos. 

De qualquer forma, felizmente os valores das passagens aéreas estão disponíveis em vários sites. Particularmente recomendo pesquisar no site do Expedia

d) SEGURO SAÚDE DE VIAGEM

O seguro saúde é item obrigatório exigido pela escola. Você pode contratar um seguro saúde diretamente na agência de intercâmbio ou na própria escola quando chegar. Recomendo já comprar antes de sair do Brasil, pois assim você já estará coberto também no seu trajeto de ida e volta. Lembre-se de incluir todo o período da viagem, desde a saída até o retorno ao Brasil. Dessa maneira, se você tiver alguma intercorrência de saúde durante o trajeto, terá cobertura.  

Recomendo as seguradoras Coris Assistance ou Vital Card. Na tabela acima coloquei um valor estimado para uma cobertura de 30 dias, com um plano de cobertura mediana. Ao consultar as seguradoras você verá que existem diversas opções de planos com menor ou maior cobertura em termos de valores. 

Há também algumas operadoras de cartão de crédito que oferecem seguro saúde gratuito se o viajante comprar a passagem aérea com cartão de crédito. Consulte sua operadora de cartão de crédito para verificar se você tem esse direito. Se for o caso, ligue na central de atendimento e solicite uma cópia da apólice, pois será obrigatório que você apresente uma folha na escola, no seu primeiro dia de aula, constando todas as coberturas de saúde que você contratou.

A escola no exterior sempre solicita uma cópia deste documento, pois se houver alguma emergência, querem se certificar que podem fazer o encaminhamento para um hospital com segurança.

e) DESPESAS EXTRAS PARA PASSEIOS 

Normalmente quando a gente faz uma viagem para longe, quer aproveitar ao máximo o destino. A verba para passeios não é obrigatória, mas é bom que você pense nisso e o valor que você estiver disposto a gastar com turismo  influencia muito em quanto custa um intercâmbio. A maioria das escolas de inglês apresenta aos alunos uma programação de passeios disponíveis nas agências de turismo receptivo locais para os estudantes aproveitarem as redondezas. Há passeios de apenas um dia, bem como há passeios ou excursões de mais dias, fora da cidade. Na tabela de estimativa acima considerei 300 US$ para esse item. Com esse valor daria para fazer pequenos passeios nos fins de semana. Se você deseja explorar muito o lado turístico da viagem, inclua mais verba para esse item.

 f) DESPESAS EXTRAS PARA REFEIÇÕES

Em todas as cotações acima informadas estão inclusos o café da manhã e jantar, que faz parte da acomodação em casa de família. Como o almoço não é incluso, os estudantes de intercâmbio em geral comem em algum restaurante simples ou até mesmo levam lanche de casa, pois há microondas na maioria das escolas para esquentar  algo, se for o caso.

Se você optar por preparar lanches, programe-se para ir ao supermercado com antecedência e faça seu estoque. É bem tranquilo solicitar um espacinho na cozinha da casa de família para guardar seus alimentos. Na tabela acima fiz um cálculo de 300 US$ para essa despesa de refeições extras, considerando um gasto de 10 US$ por dia para esse item.

Esse valor influencia bastante em quanto custa um intercâmbio e você consegue gastar menos que os 300 US$ previstos, se realmente sair de casa com seus lanches. Você encontrará pessoas comendo em bancos de praça, no transporte público e etc. Comer fora é muito caro, inclusive para os locais. Não tenha vergonha de ser um “farofeiro”. No exterior isso é muito comum e todo mundo é “farofeiro” sem preconceito e sem medo de ser feliz.

g) TRANSPORTE PÚBLICO NO DESTINO

Em geral as casas de família são localizadas em bairros residenciais e as escolas são localizadas no centro da cidade, então é praticamente certo que você necessitará usar o transporte público da cidade do seu intercâmbio. O valor exposto na tabela refere-se a uma estimativa de um passe mensal, uma espécie de bilhete único, que você poderá usar em todos os meios de transporte disponíveis na cidade. Em geral é bom contar com essa despesa, pois até mesmo nos seus passeios para o fim de semana  é muito provável que você use o transporte público da cidade.

h) TRANSFER DE CHEGADA NO AEROPORTO

Na tabela acima considerei um valor de aproximadamente 100 US$ para esse item. Esse é um valor bem realista. No entanto, você pode não contratar esse serviço de antemão e simplesmente pegar um táxi ou um Uber na chegada no aeroporto (nem todas as cidades do mundo tem Uber ok? Por exemplo, Vancouver não tem).

Uma outra alternativa para economizar nesse item é usar o transporte público para se deslocar até sua casa de família. Se fizer isso, lembre-se que você estará com malas grandes e talvez passe algum “perrengue” para entender todo o sistema de transporte da cidade logo de cara. Sendo corajoso o suficiente para se aventurar no transporte público assim que chegar, planeje bem as rotas com antecedência. Nem considerei as despesas de transfer de volta, porque na volta normalmente as pessoas já estão bem descoladas  (e sem dinheiro também rs rs rs) e usam o transporte público para voltar da casa de família para o aeroporto. 

i) CHIP DE CELULAR, PRECISA MESMO GASTAR COM ISSO?

Talvez você não tenha colocado essa despesa no seu planejamento esperando contar com o Wi-Fi. Realmente é um item que você pode dispensar se não for muito viciado em internet. Recomendo o chip de celular no entanto, porque o Wi-Fi não funciona em todo lugar, além do que também é interessante ter um telefone para combinar passeios com os amigos do intercâmbio. Fiz uma estimativa acima dos valores para esse item, mas temos um post bem detalhado sobre Chip de Celular no exterior aqui

MELHOR FAZER UM INTERCÂMBIO POR AGÊNCIA OU DIRETO COM A ESCOLA?

Definitivamente melhor fazer por agência.  As escolas aqui apresentadas são LSI e EC English, dependendo do destino. Você vai perceber que os preços cotados diretamente com a escola ou são maiores ou no mínimo iguais aos oferecidos pelas agências de intercâmbio. Sendo assim, é bem melhor com a agência. Eles vão fazer os trâmites de pagamento ao exterior, orientar quanto ao visto, dar dicas de viagens, te ajudar a ter uma ideia de quanto custa um intercâmbio como um todo, isso sem você pagar nada a mais. Sendo assim procure sua agência de intercâmbio favorita e boa viagem! 

Siga-nos:
Facebook
Facebook
Instagram
58 Compart.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.