Comprinhas no Wal Mart gringo

27 Compart.
Wal Mart
Wal Mart

Wal Mart nos EUA

 

Como resistir a um Wal Mart quando estamos viajando? Pois bem, não resista! Vale muito a pena dar uma passadinha nesse hipermercado que atrai tantos turistas, principalmente os brasileiros que adoram comer bem! Acaba sendo um passeio e se for tarde da noite e os oultlets já estiverem fechados então, melhor ainda! Quem nunca deu um pulinho lá no Wal Mart 24 hs no começo da madrugada ? Haha que delícia, a loja fica vazia e você pode explorar os longos corredores com tranquilidade! Difícil mesmo é saber por onde começar! 

Lanches e refeições rápidas 

 Reservar hotéis com geladeira e micro-ondas, facilita e muito a viagem. Evita que você consuma muito nos “fast-foods” e os lanches caseiros são bem saudáveis! No Wal  Mart  há opções para todos os gostos, é só usar a criatividade. Se tiver com cozinha então pode até comprar uma refeição rápida para o dia seguinte!

 

Para períodos longos sempre alugo algum lugar aconchegante pelo Airbnb, existem ótimas opções! Adoro me sentir em casa, comer bem e ter a experiência de viver um pouco a rotina da cidade, é tudo de bom! Dá para fazer até brigadeiro! Que delícia!!

Brigadeiro
Brigadeiro

Tipos de água

 A água da torneira , “tap water” nos EUA é potável e muitos tomam mas na verdade tem um gostinho diferente. Prefiro mesmo as águas minerais que são chamadas de “Spring water” (sem gás) ou “Sparkling water” (com gás). Além das marcas famosas Perrier, Evian , Voss e Fuji gosto bastante da Zephyhills, Arrowhead e da Dasani pois se assemelham muito com a água consumida no Brasil. 

 

Atrativos

E como explicar essa “paixão” por um simples supermercado? Na verdade, porque não é apenas um mercado e sim uma grande loja onde você encontra quase de tudo no mesmo lugar e com preços baixos! Essa enorme variedade de produtos associada a promoções REAIS faz do Wal Mart um lugar especial. Sabe aquela enrolação que estamos acostumados onde as vezes aumentam os preços para depois darem os descontos, então isso raramente acontece por lá e como é bom! Nos sentimos respeitados. Um bom exemplo é essa luminária de piso, nem 8 dólares! Que ótimo negócio.

 

Luminárias
Luminárias
Persianas

 

Chocolates e doces diversos

Chocolates e mais chocolates nas prateleiras! Os M& Ms por exemplo, são tantos os tipos que a gente até se perde!  Algo impressionante! Com certeza vão ser rapidamente consumidos, afinal todos precisam de uma energia extra! 

Estratégia de marketing

Segundo Greg Foran, presidente e CEO da divisão Wal Mart dos EUA, a empresa está focada na reformulação e reconfiguração das lojas para atender cada vez mais as expectativas dos consumidores, sempre utilizando a estratégia de oferecer produtos bons, variados e a preços competitivos, pois a competição é grande. A Target por exemplo é uma outra rede bem interessante, além de outros mercados como Publix, Whole Foods ( orgânicos), The Fresh Market  e o Food Market Aldo, entre outros.

Bom senso sempre

Com o câmbio do dólar alto, a redução de peso nas bagagens e a conscientização de um consumo mais responsável torna-se cada vez mais importante o bom senso! Não adianta comprar um eletrodoméstico incrível e não poder levar. O problema é que as vezes dá uma pena! 

Fogão portátil

Exageros

O que chama muito atenção nos hipermercados além dos preços acessíveis são as embalagens gigantes “family sizes”. Na real, a menos que você esteja com um grupo bem grande essas embalagens não valem a pena, não caia nesse erro, vai ser desperdício na certa! Com exceção de sucos, bebidas e doces, lógico! Esses não sobram nunca!

Embalagens gigantes
Embalagens gigantes
Bebidas
Bebidas

Frutas frescas

Para compensar um pouco as calorias extras confira a grande variedade das frutas da época, já embaladas e higienizadas! Barato, saudável e prático. Compre embalagens “zip logs” e leve com você nos passeios. Que tal um piquenique no carro? Diversão na certa, adoro!!

Mangas
Mangas
Maças s
Maças higienizadas

Promoções e bom atendimento

Além das guloseimas, os setores de higiene, cosméticos, farmácia,  produtos de casa e eletrônicos também são muito concorridos e com razão! Existem sempre ótimas promoções! É possível encontrar um produto caro no Brasil e pagar muito pouco por ele. Uma dica é você não levar muitos itens de perfumaria e higiene e comprar logo que chegar. Viaja light e ainda economiza!

Promoção de shampoos

Na hora do caixa ainda vai ter um bonus extra por ser atendido por pessoas super simpáticas e prestativas! Adoro ver os idosos valorizados e ativos! 

No caixa
No caixa

Viajar para o Canadá com visto Americano ou com visto Canadense?

43 Compart.
eTA – Eletronic Travel Authorization

Desde maio de 2017 o Canadá aceita que brasileiros portadores de visto americano viajem para o Canadá sem a necessidade de visto canadense. Essa nova prática de viajar para o Canadá com visto americano gera muitas dúvidas. Aproveitamos para esclarecer essas e outras dúvidas a respeito deste assunto.

COMO INGRESSAR NO CANADÁ COM VISTO AMERICANO 

Caso você já possua um visto americano de turista ou negócios (Categoria B1, B2 ou B1/B2), você pode optar por não emitir um visto canadense para viajar ao Canadá. No entanto, antes da viagem será necessário que você emita um documento eletrônico chamado eTA
(= Eletronic Travel Authorization). 

O custo desse documento é 7 dólares canadenses por pessoa e você deve aplicar on line através desse site 

Ao aplicar tenha em mãos seu passaporte atual, os dados de seu visto americano e um cartão de crédito.

Ao final do processo você receberá um e-mail com o seu eTA aprovado (caso dê tudo certo). Aí basta imprimir esse e-mail para levar no dia da viagem. 

           

O eTA É VÁLIDO PARA QUALQUER VIAGEM AO CANADÁ? 

Não! Ele é válido para viagens de turismo, negócios ou estudos para permanência menores que 6 meses. Para cursos de 6 meses ou mais será necessário solicitar permissão de estudos. 

O eTA É VÁLIDO PARA CURSOS DE INGLÊS, HIGH SCHOOL  OU COLLEGE? 

CURSOS DE INGLÊS

Sim, para cursos de menos de 6 meses, perfeitamente válido. Se o curso tiver duração de 6 meses ou mais é necessário pedir um Study Permit 

HIGH SCHOOL
Sim, se o programa de High School for apenas de um semestre. Caso tenha a remota ideia de prorrogar para mais tempo, já faça de antemão um Study Permit  ainda no Brasil. Um estudante de High School é sempre uma pessoa menor de idade e o processo de solicitar um Study Permit diretamente no Canadá não é simples para uma pessoa inexperiente. Por outro lado, se já pedir o Study Permit ainda no Brasil para um semestre, o processo de prorrogação é simples se decidir ficar um ano ou mais.

COLLEGE 
Não é permitido viajar para estudar College com eTA. Um dos motivos é que o College nunca tem duração inferior a um semestre. O outro motivo é que esse tipo de estudo, como dá permissão ao trabalho, não permite vincular essa permissão de trabalho a um eTA e sim a um Study Permit. 

QUAL A DIFERENÇA DE UM VISITOR VISA E UM STUDY PERMIT? 

O Visitor Visa é válido para viagens de até 6 meses (semelhante ao eTA). Para cursos com duração maior que 6 meses sempre é necessário emitir um Study Permit

POR QUE ALGUMAS PESSOAS PRECISAM FAZER EXAME MÉDICO AO SOLICITAR UM STUDY PERMIT? 

Todas as vezes que se solicitar um Study Permit para permanência de 6 meses ou mais, o consulado, antes de emitir o visto, solicitará um exame médico. Espere gastar cerca de 500 a 600 R$ adicionais ao custo do visto para os exames médicos. Para aqueles que solicitarem o Study Permit para uma permanência menor que 6 meses o exame médico não será solicitado. 

O Canadá solicita exame médico para permanências maiores porque o portador do visto será elegível a usar o sistema público deste país após o terceiro mês de permanência. Desta maneira querem conhecer a condição de saúde do aplicante. O sistema público de saúde canadense não é gratuito, mas é mais vantajoso financeiramente em comparação aos seguros de viagem particulares. Vale a pena considerar entrar neste sistema se a sua permanência for longa.

COMO É O EXAME MÉDICO PARA O VISTO?

O Canadá possui alguns médicos credenciados  no Brasil. Estes são capazes de realizar os exames necessários para o visto. Não é recomendado fazer os exames médicos antes que sejam solicitados pelo consulado. E lembre-se, somente  quem estiver solicitando permissão de estudos ou trabalho para duração maior que 6 meses terá a necessidade de fazer exames médicos. 

Uma vez solicitada a realização dos exames por parte do consulado, vá até a lista de médicos credenciados e veja qual é o mais próximo do seu estado. Não há médicos em todos os estados brasileiros. Em São Paulo há um maior número de opções, então você pode ligar em cada consultório para pesquisar as condições, pois há diferença de preços nas consultas de cada profissional.

Na consulta serão solicitados alguns exames de sangue  e urina (muitos médicos aceitam que você use seu convênio médico na parte de exames e alguns não aceitam, então pergunte antes). Também será solicitado um Raio X do Tórax. 

Os resutados dos seus exames são enviados para o departamento de saúde do Canadá e em aproximadamente 10 dias úteis eles retornam para o consulado Canadense dando ok para seus exames. A partir da aprovação dos exames de saúde o processo de visto continua. 

EM QUANTO TEMPO É EMITIDO UM eTA, UM VISITOR VISA E UM STUDY PERMIT?

Essa é uma informação não oficial. Estou dando esses prazos baseados em minha experiência pessoal, já que trabalhando com intercâmbio fiz mais de 500 processos de visto para o Canadá. Essa é uma média do que acontece em 80% dos casos.

eTA é emitido em algumas horas. Às vezes em minutos.

VISITOR VISA é emitido em 20 a 30 dias 

STUDY PERMIT é emitido em 2 a 3 meses

PRETENDO VIAJAR POR VIA TERRESTRE SAINDO DO CANADÁ PARA OS ESTADOS UNIDOS. POSSO USAR O eTA? 

SIM PODE, desde que a sua primeira entrada no Canadá seja por via aérea. Uma vez que você entrou pelo Canadá por via aérea, pode transitar entre Canadá e Estados Unidos por via terrestre enquanto seu eTA e visto americano estiverem válidos. 

NÃO TENHO VISTO AMERICANO. VALE A PENA FAZER O VISTO AMERICANO PARA  POSTERIORMENTE EMITIR O eTA? 

Se você pretende futuramente visitar os EUA, financeiramente falando, vale a pena sim fazer o visto americano para em seguida solicitar o eTA. Apesar da vantagem financeira, não recomendo.

O visto americano é um visto bastante imprevisível, então caso você tenha a infelicidade de ter seu visto americano negado, será muito mais difícil emitir o visto canadense posteriormente.

Minha recomendação é a seguinte: se o objetivo primário de sua viagem é visitar o Canadá, faça seu visto Canadense com tranquilidade. Você gastará aproximadamente 150 CAD$ pelo visitor Visa e aproximadamente 250 CAD$ pelo Study Permit (+ exames médicos). Terá mais garantia de sucesso na sua aplicação.

Realmente  só recomendo o eTA se você já está com seu visto americano em mãos. Do contrário, contar com a aprovação do visto americano para fazer o eTA pode colocar em risco sua possibilidade de viajar para o Canadá, caso o visto americano não seja aprovado. 

MENORES DE IDADE VIAJANDO PARA O CANADÁ

Seja com eTA, Visitor Visa ou Study Permit, menores de idade viajando desacompanhados tem toda uma legislação específica. Consulte as exigências oficiais aqui

De qualquer forma o que é mais importante, além das exigências de saída de menores do Brasil regulamentada pelo Conselho Nacional de Justiça, é que há também a regulamentação Canadense. Uma parte importante da legislação Canadense é a necessidade de menores desacompanhados precisarem de um guardião legal (Guardian). Esse guardião necessita ser um cidadão canadense e uma Guardianship Letter é obrigatória para a entrada no país. Esse guardião é responsável pelo menor durante toda sua estada. 

As agências de intercâmbio e escolas no exterior estão acostumadas a emitir a documentação para se ter um Legal Guardian. Quando se trata de menores viajando para o exterior o cuidado com documentação deve ser redobrado. 

Fisherman’s Wharf, São Francisco. Imperdível!

23 Compart.
Fisherman’s Wharf

Fisherman’s Wharf

Quem nunca sonhou em andar de bondinho pelas ladeiras de São Francisco? Imagina então chegar em Fisherman’s Wharf e avistar a  Bay Area com a deslumbrante ponte Golden Gate ao fundo! Impossível não se encantar!! Não é a toa que esse bairro situado à beira da orla é um dos pontos turísticos mais visitados em São Francisco.

Ladeiras de São Francisco

 

Como chegar 

Na Union Square, esquina da Market com a Powell Street existem atualmente 2 linhas turísticas: a Powell-Hyde e a Power-Mason. A Linha Hyde acaba perto da Ghirardelli Square e a linha Mason já no meio de Fisherman’s Wharf.  Não dá para ir para São Francisco e não andar de bondinho, não é mesmo?

 

 

Bondinhos

Indo de bonde, não deixe de apreciar o “Cable Car turnaround”, o único sistema manual ainda existente para girar esse meio de transporte tão popular em outras épocas. O passeio ladeira abaixo é bem divertido, muitos passageiros vão até pendurados!

 

 

Vista de dentro do bonde, NA REAL!

 

Vista de dentro do bondinho

Union Square – centro 

A Union Square é o centro comercial elegante da cidade onde concentram-se muitos hotéis, restaurantes, lojas de grifes, de departamentos e  o shopping Westfield. Um ar europeu na praça rodeada de prédios históricos. Vários eventos acontecem nessa praça como é o caso do “Holiday Ice Rink”, pista de patinação de gelo na época de Natal. Na baixa temporada é um ótimo lugar para se hospedar por ser uma área central com muitas opções de transporte público. Na alta temporada, as tarifas são bem elevadas então se estiver de carro, uma boa opção é pesquisar os hotéis na região do aeroporto.

Union Square
Union Square

O belíssimo Flood Buiding foi um dos poucos prédios que sobreviveu ao terremoto de 1906 e foi restaurado em 1907. 

Prédio “Flood Building”na Union Square

A orla

A Bay Area possui um calçadão extenso repleto de Piers, os mais turísticos são os de números ímpares. Desde o número Pier 1 (Ferry Building) ao 45, são lugares repletos de atrações. Artistas de rua, muita música, museus, aquário, lojas de lembrancinhas, embarcações históricas além de uma marina sempre decorada de flores!  Acredito que dois dias são suficientes para visitar a Bay Area com calma.  Seguem aqui algumas sugestões de lugares imperdíveis como o Ghirardelli Square, a ilha de Alcatraz , o Ferry Builiding e o charmoso Pier 39. 

 

Culinária

Fisherman’s Wharf é também conhecido mundialmente pela sua boa culinária, são inúmeras barraquinhas (Pier 43) e restaurantes com vários pratos típicos  a base de frutos do mar e recém pescados! Experimente o famoso King Crab, um caranguejo gigante e a Clam Chowder, um creme de mariscos servido no pão “sourdough”, são deliciosos! Opções de barraquinhas bem conceituadas: Banca Sabatella & Latorre e a Nick’s Lighthouse.  

Caranguejos gigantes
Caranguejos gigantes
Clam Chowder no pão
Clam Chowder no pão

 Pier 33 – Ilha de Alcatraz

Prisão federal entre 1934 a 1963 a Ilha ficou conhecida por alguns presos famosos como o Al “Scarface” Capone  e já foi retratada em várias produções como em “Alcatraz – Fuga Impossível” ( 1979). No Pier 33 saem os barcos para o passeio até a ilha de Alcatraz.

Ghirardelli Square

Praça encantadora com prédios de tijolinho aonde funcionava a antiga fábrica de chocolates Ghirardelli, hoje em dia é um complexo de lojas onde fica a tentadora loja gigante da Ghirardelli. Para os amantes de chocolate, um lugar mágico, já de longe sente-se o aroma! Além dos sorvetes, o chocolate quente também chama a atenção e vem com quadradinhos de chocolate para derreter no leite! Humm!!

Ghirardelli Square

 Ferry Building – um ícone

O Ferry Building é considerado um ícone da cidade pela fachada com o emblemático relógio de quase 100 anos. Um lugar histórico desde 1898 por ser um dos primeiros portais da cidade para quem chegasse de trem na cidade. A cidade sempre atraiu muitos estrangeiros, desde a época da vinda dos italianos e chineses que trabalhavam na pesca. Atualmente, a multiculturalidade está muito presente nos diversos bairros da orla e ao redor.

Feira Livre

A Farmers’ Market, conceituada feira livre no Ferry Building tornou-se um ponto de encontro de chefs renomados e moradores da região a procura de produtos frescos e de qualidade. Na minha opinião, um dos melhores lugares para se comer. Há uma grande variedade de produtos direto de fazendeiros do norte da Califórnia como pães, queijos, geleias e vinhos das inúmeras vinícolas e com degustação! Aos sábados os restaurantes servem pratos quentes deliciosos!!  

 

Os sorvetes orgânicos na sorveteria Gott’s são incríveis!!

Sorvete delicioso no Ferry Building

O famoso Pier 39

Um dos pontos mais visitados é sem dúvida o Pier 39!  Um lugar pitoresco, alegre e sempre lotado! Onde fica o Aquarium of the Bay com seus túneis repletos de tubarões e o antigo Carrossel decorado com imagens da cidade . Além dos vários restaurantes, bares e lojas o que faz mais sucesso são mesmo os leões marinhos! Tudo bem, o cheiro pode não ser tão agradável assim, mas eles são realmente muito fofos! Impossível tirar só uma foto!!

 

 

Outros atrativos do Pier

Existem  boas opções de restaurantes no Pier 39 como o Crab House, o Bubba Gum, o Hard Rock Cafe ou a filial da ótima padaria Boudin. Se quiser fazer um passeio de barco, da marina saem barcos para os diversos passeios pela baía, alguns que passam inclusive embaixo da Golden Gate! Caso opte pelo passeio de barco não esqueça que venta muito na orla e se tiver neblina,  as temperaturas caem consideravelmente no final da tarde!  

Marina de São Francisco
Entardecer 

Agora imperdível mesmo é por do sol no Pier 39! Ao fundo a ilha de Alcatraz, as montanhas de São Francisco e a gaivota completando a paisagem. Difícil  é  é parar de olhar!!

Por do sol no Pier 39
Por do sol no Pier 39